segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Trabalhadores rejeitam proposta da Petrobras e decidem greve amanhã

Os sindicatos ligados à FUP (Federação Única dos Petroleiros) rejeitaram por ampla maioria a proposta de ajuste salarial da Petrobras em assembleias realizadas no final de semana e nesta segunda-feira, informou a assessoria da entidade.

Na terça-feira, o Conselho Deliberativo da FUP se reúne para decidir a data do início da greve por tempo indeterminado, com controle e parada de produção.

A última greve da categoria foi realizada em 2009 e durou cinco dias, depois que a Petrobras apresentou uma proposta melhor.

Os petroleiros querem ganho real de 10% e a Petrobras ofereceu de 2,5% a 3,5%, dependendo do nível salarial. O aumento total proposto pela empresa, somada a inflação, seria de 10,71%.

A FUP, que reúne 12 sindicatos, informou ainda que se reunirá nesta segunda-feira com o presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, para cobrar o atendimento às principais reivindicações da categoria na área de saúde e segurança.

Os cinco sindicatos independentes da FUP informaram que também vão seguir o calendário de greve da entidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário