terça-feira, 8 de novembro de 2011

Quem é a nova ministra de Lula, Dirceu e Dilma

A sucessora de Ellen Gracie, no STF, Rosa Maria Weber Candiota da Rosa, é gaúcha de Porto Alegre, e atua no Tribunal Superior do Trabalho desde 2004, quando passou a exercer a função de “ministra convocada”. Foi nomeada titular em fevereiro de 2006. Seu currículo oficial registra que, aprovada em primeiro lugar no vestibular, ingressou em 1967 na Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, bacharelando-se em Ciências Jurídicas e Sociais - também em primeiro lugar — em 1971.

Inspetora do Trabalho do Ministério do Trabalho no RioGrande do Sul, mediante concurso público, exerceu o cargo de 1975 a 1976, quando ingressou na magistratura trabalhista como juíza substituta. Em 1981, foi promovida por merecimento ao cargo de “juíza presidente”, que exerceu, sucessivamente, nas juntas de Conciliação e Julgamento de Ijuí, Santa Maria, Vacaria, Lajeado, Canoas e Porto Alegre. Na capital gaúcha, presidiu a 4ª Junta de Conciliação e Julgamento, de 1983 a 1991.

Com diversas convocações para atuar na segunda instância desde 1986, foi promovida por merecimento, em agosto de 1991, ao cargo de juíza togada do TRT da 4ª Região, onde integrou e presidiu a 5ª e a 1ª Turmas, a 1ª e a 2ª Seção de Dissídios Individuais, a Seção de Dissídios Coletivos, o Órgão Especial e o Tribunal Pleno. Foi presidente daquele TRT no biênio 2001-2003, após ter sido vice-corregedora, na forma regimental, de março a dezembro de 1999, e corregedora regional, por eleição, no biênio 1999-2001. Integrante da Comissão de Divulgação da Revista do TRT da 4ª Região, bem como membro e presidente de diversas comissões de concurso para o cargo de Juiz do Trabalho Substituto, presidiu a Comissão deInformática do 4ª TRT de 2004 a 2006.

A ministra Rosa Weber integrou o Conselho Deliberativo da Fundação Escola da Magistratura do Trabalho do Rio Grande do Sul João Antônio G. Pereira Leite – Femargs desde sua instituição, sucessivamente, como representante eleita da Associação de Magistrados do Trabalho, como representante do TRT, como corregedora regional, e na condição de presidente do tribunal.

No magistério, ela foi professora da Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, no curso de graduação em Ciências Jurídicas e Sociais, em 1989/90, de Direito do Trabalho e Processo do Trabalho.


Nenhum comentário:

Postar um comentário