quarta-feira, 27 de abril de 2011

parte5



parte4



parte 3



parte 2



O mandado contra o blog-parte 1



Quando ações judiciais se transformam em instrumento de injustiça!

Um erro não justifica o outro, ou seja: Não é porque o casal de prefeitos, e sua entourage, sejam conhecidos como boquirrotos, que possam ter seus direitos violados.

Logo, cabe ao Judiciário enfrentar as demandas que lhes são apresentadas.

No entanto, se fosse um caso isolado, já seria alvo de nossa preocupação, uma decisão judicial que manda reduzir o direito a liberdade de expressão, direito esse, entendamos também, limitado pelo sistema de freios, contrapesos, e pela razoablidade, proporcionalidade, e pelo bom senso.

Ou seja: não há direitos absolutos.

Mas o cerne da questão aqui é outro, embora eu não conheça os termos da ação que o casal de prefeitos move contra o blogueiro e chargista Walter Jr.

Há um movimento sistemático e orquestrado de limitar a ação dos blogs, utilizando ações judiciais com duplo escopo: Abolir, da fato e de direito, a liberdade de expressão, e constranger blogueiros com essas demandas, que custam dinheiro e tempo.

Na falta de uma regulamentação exclusiva sobre o tema internet, blogs, direitos a expressão e outras garantias individuais (privacidade, honra, etc), os blogueiros têm enfrentado, precariamente, o ônus da hipossuficiência, e dessa lacuna legislativa, mas sem que os tribunais enxerguem a proporção exata da sua condição:
Blogs não são meios tradicionais, não "vendem"(lucram com a) notícia, tem acesso mediado por provedores, contas e toda sorte de filtros, e no fim das contas, são uma plataforma de conteúdo cuja forma de lançamento é privada.
Blogs não ocupam concessões públicas, não têm o caráter universal do rádio e TV, e nem usufruem de anistias fiscais (jornais e revistas).
Nos blogs, há possibilidade de retirada ou retratação imediata do conteúdo ofensivo, se assim requisitado pelo ofendido, o que de plano, deveria ser entendido como uma notificação extra-judicial, que se descumprida, aí sim deveria ser objeto de litígio.

No meu leigo e raso entender, deveria o magistrado perguntar: Se há tamanha ofensa ao patrimônio moral do ofendido, e ao publicador do blog poderia ser solicitada a imediata retirada do conteúdo ofensivo, por que os reclamantes "esperam" pela decisão judicial, que nem sempre seria tão ágil, e se submetem a continuação do abuso que dizem sofrer, até que as decisões gerem os efeitos pretendidos?

Em resumo: Ao pretender tratar blogs e outras formas de expressão pela rede mundial de computadores como os meios tradicionais, e na maioria das vezes, com mais rigor e celeridade, os tribunais parecem ter sinalizado, claramente, de que lado estão nessa briga pela democratização da comunicação social.

E creiam, não me parece que estejam do lado da Justiça, embora possam defender alguma espécie de legalidade. Blog Planície Lamacenta

CENSURA? Mandado de notificação para cumprimento de tutela antecipada e citação

Cumprindo notiticação judicial, este blog RETIROU das suas postagens as charges "Como pintar o buraco da rosinha" e "o buraco negro da prefeita" e seus comentários, respectivamente nas datas 11 de março de 2011 e 15 de março, fazendo valer a notificação feita pela pela Sra. Rosangela Rosinha Garotinho Barros Assed Matheus de Oliveira, fundamentado no artigo 5° da Costituição da República, nos artigos 186 e 187 do Código Civil contra Walter da silva Junior. Finalidade: Notificacão para que se retire do mencionado website(blog) as imagens e conteúdo das matérias demonstradas pelos documentos de fls.11_3, o que deverá ocorrer no prazo de 2 dias a contar da intimação, sob pena de multa diária de R$ 100,oo e CITAÇÃO para responder à mencionada ação, fazendo-lhe, outrossim a advertência de que, não sendo contestada, no prazo de 15 dias, presumir-se-ão aceitos, como verdadeiros, os fatos articulados pelo autor na petição inicial, cuja cópia segue em anexo e faz parte integrante deste mandado.
Minhas considerações: Após ter cumprido o mandado, costituirei advogado para que sejam feitas as devidas defesas em face do meu direito de liberdade de expressão ter sido gravemente atingido. Walter da Silva junior, Campos 27 de abril de 2011.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Não é fotografia, é pintura!! Anna Kostenko

Anna Kostenko nasceu em 1975 em Kiev, Ucrânia e viveu e trabalhou em Cracóvia, Polônia desde 1991 onde estudou na Academia de Belas Artes de Cracóvia. Seus trabalhos são de um realismo inacreditável onde a fusão de valores cromáticos e a precisão do traço são fantásticos.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

quinta-feira, 21 de abril de 2011

quarta-feira, 20 de abril de 2011

terça-feira, 19 de abril de 2011

´Papa Bento XVI



Desenho feito com gratite, 4b,2b,6b sobre papel canson. Walter Jr.

Imposto de Renda...



sexta-feira, 15 de abril de 2011

MAIS UM PROBLEMA CAUSADO PELO DESMATAMENTO

Minha Casa, Minha Vida exclui mais pobres em SP

O programa do governo federal Minha Casa, Minha Vida completou dois anos sem entregar nenhum imóvel às famílias da cidade de São Paulo que recebem até três salários mínimos (R$ 1.395).
A Caixa Econômica Federal informou, em nota, que "o principal entrave é o custo dos terrenos em São Paulo, que é maior do que nas demais cidades do país".
O alto custo de produção, como preço do terreno e infraestrutura de água e esgoto, não cabe, segundo a iniciativa privada, no teto de R$ 52 mil definido pelo governo para os imóveis destinados à baixa renda.
Isso inviabilizou o sucesso do programa na cidade, diz José Carlos Martins, vice-presidente da CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção Civil). "Você há de convir que alguma coisa em São Paulo de R$ 52 mil é obra de ficção", afirma.
Sérgio Watanabe, presidente do Sinduscon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil em São Paulo), diz que existiam 400 mil unidades a serem distribuídas no Brasil para a faixa de até três salários. A cidade de São Paulo teria 70 mil.
"Tinha o potencial, mas só foram viabilizadas 3.000 habitações. Assim mesmo, só com subsídio e doação de terreno pelo município", diz.
Estão previstos para a capital 23 empreendimentos, com 3.596 habitações, orçados em R$ 186,1 milhões. As obras de 21 deles estão em andamento, com entrega prevista para a partir do segundo semestre de 2011, informa a Caixa.
Watanabe e Martins concordam que a viabilidade econômica do programa passa pelo aumento do valor-limite de R$ 52 mil para cada imóvel, aliado a incentivos públicos, como doação de terreno e infraestrutura.
FRUSTAÇÃO
A espera tornou-se frustração para a dona de casa Madalena Yakabe, 41, que mora com o marido, cinco filhos e uma sobrinha em um imóvel do sogro, em Sacomã, zona sul de São Paulo.
Há oito anos ela tenta conquistar o próprio lar, e a esperança tinha sido renovada com o lançamento do Minha Casa. "A Caixa está fazendo prédios, mas não é para a baixa renda. É para quem tem condição melhor."
A Caixa informa que o Minha Casa, Minha Vida já entregou 16.693 imóveis na capital, dos quais 7.764 imóveis para a faixa que compreende entre 3 e 6 salários, e 8.929 para a de 6 a 10 salários.
A Cohab-SP (Companhia de Habitação de São Paulo), responsável pela seleção dos beneficiários dos empreendimentos, diz que já assinou 16 contratos entre prefeitura e Caixa para a construção de habitações em terrenos doados pelo município.
O Minha Casa, Minha Vida já financiou 1.005.128 habitações em todo o país, somando investimento de R$ 53,1 bilhões, segundo a Caixa.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Sebastian Krüger em ação!!! Esse humilha qualquer um!

O cara é simplesmente Fantástico!! Kruger é alemão e trabalha na maioria das vezes em telas grandes usando tinta à óleo e outros recursos. Do trabalho dele, eu confesso..que inveja!!rs

quarta-feira, 13 de abril de 2011

domingo, 10 de abril de 2011

Desenho de Shepard Fairey, Obey

Neil Young Canvas Print
Muito bom!

sexta-feira, 8 de abril de 2011

O " TRAÍTOR" GANHA BOQUINHA NO GOVERNO ROSINHA

Charge walter jr

Atenção!!! Ele voltou e precisa ser exterminado!!

Se alguém da prefeitura roubar de novo essa idéia para alguma campanha, vai dar xabu na justiça! Walter Jr.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Enquanto isso, no PTdoB...

Charge Walter Jr.

VEREADOR BRINCANDO DE AMARELINHA ( OU ROSINHA)

Charge Walter Jr.

A chapa esquentou!!! Direção do PV lança ofensiva contra grupo de Marina Silva


Aliados do presidente do PV, José Luiz Penna, iniciaram ofensiva para tentar sufocar o grupo da ex-presidenciável Marina Silva na disputa pelo comando do partido. Os "pennistas" querem esvaziar a rebelião liderada pela ex-senadora e ameaçam punir Marina e o deputado Alfredo Sirkis (PV-RJ) pelos ataques ao dirigente, que preside a sigla desde 1999. Grupo de Marina Silva rebate ironia de presidente do PV Na internet, Penna ironiza novatos no PV Marina volta a criticar dirigentes do PV Em manifesto na internet, apoiadores de Penna defendem a instalação de uma comissão de ética para enquadrar os dois por desobediência e atitude contra a "boa imagem partidária". O texto é assinado por Betânia Advíncola, secretária de organização do PV em Pernambuco, mas tem sido divulgado em redes sociais por Patrícia Penna, mulher do presidente da legenda. "Reconhecemos a força de Marina, mas o partido é maior do que ela. Não podemos ficar reféns de ameaças", disse Advíncola, referindo-se à possibilidade de a ex-senadora deixar a sigla. "Penna não assinou porque ia parecer personalismo. Seria desagradável para ele pedir uma punição porque o chamaram de ditador." Em outra frente, o diretório do PV na capital paulista convocou reunião no sábado no mesmo horário de um ato marcado pelos "marineiros". GUERRA CARTORIAL Para Sirkis, a iniciativa tem como objetivo esvaziar a reunião do grupo. "É uma tentativa truculenta de impedir o debate no partido. Penna quer liderar uma guerra cartorial contra a democratização do PV", disse o deputado. Marina programou uma série de viagens pelo país para tentar mobilizar as bases do partido contra Penna. Ela tenta reverter a vantagem do dirigente na Executiva Nacional, que prorrogou seu mandato por mais um ano. Depois da reunião em São Paulo, ela programou ato no Rio, no domingo, e em Salvador, na próxima semana.

terça-feira, 5 de abril de 2011

Desenho de Jesus feito com uma linha só

Esqueci o autor mas acho q é datado de 1884. Clique na imagem.

Cão de guarda (vigilante de banco)


segunda-feira, 4 de abril de 2011

Até tu, César?

Walter Jr.

Ainda em SJB...


Charge Walter Jr.

AMY WINEHOUSE DE SÂO JOÃO DA BARRA


Lucas, jogador do São paulo, joga muito mais bola do que aquele Neimar(aquele do penacho na cabeça)

O garoto é bom de bola, craque, vai estar na Copa do mundo no Brasil...arrebenta!!! Ontem, pelo Paulistão, fez um gol que lembrou o Zico!!!

domingo, 3 de abril de 2011

Aprovação de Dilma supera Lula

charge de Alpino

PPS quer agilidade em apuração de denúncias sobre mensalão; PT nega fato

O presidente do PPS, deputado Roberto Freire, afirmou neste domingo (3/4) que o relatório final da Polícia Federal (PF) sobre o caso do mensalão, que teve trechos divulgados pela revista Época neste fim de semana, revela “novas e graves” denúncias sobre o esquema de pagamento de propina a parlamentares da base aliada, durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Freire afirmou à Agência Brasil que o PPS estuda apresentar representação no Ministério Público para abertura de ação penal contra os supostos novos beneficiários do esquema, entre eles, o ex-presidente Lula.
Verba pública
Segundo a revista Época, novas investigações feitas pela PF revelam, entre outros pontos, que o esquema do mensalão realmente existiu e ainda usou dinheiro público para financiamento de campanhas e compra de apoio no Congresso Nacional.
“Vamos aguardar que o procurador-geral da República se pronuncie. Se isso demorar muito e não houver ação da parte da procuradoria, vamos insistir que o Ministério Público analise essa denúncia, porque ela é muito grave: diz, textualmente, que Lula e a sua campanha se beneficiaram de recursos públicos do mensalão”, disse Freire. “A sociedade brasileira está exigindo certa rapidez da Justiça. Isso tem que ter uma prioridade”, acrescentou o presidente do PPS.
Já o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), disse que o trecho do relatório publicado pela Época não traz fato novo em relação ao mensalão e descartou o envolvimento do ex-presidente Lula no esquema. “Não tem nenhuma novidade. São assuntos antigos já divulgados. As pessoas que foram indiciadas nesse processo estão sendo julgadas pelo Supremo [Tribunal Federal] e estão aguardando com tranquilidade a decisão”, disse o parlamentar à Agência Brasil.
“Do ponto de vista do governo, não houve dinheiro público, não houve formação de quadrilha. O que há é um crime que é o caixa dois de campanha, que o Supremo vai julgar. Não existe nenhum comprometimento do ex-presidente Lula. Não existe o nome do ex-presidente ali. Todos aqueles fatos já passaram pela CPI [dos Correios]”, acrescentou o petista.
Correioweb

SÃO PAULO MOBILIZA 25 MIL AGENTES EM PLANO DE COMBATE À DENGUE

A partir desta segunda-feira (4), a Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo vai mobilizar 25 mil agentes para um plano de combate à dengue em várias cidades do Estado.
A ação, que levará a semana toda, tem o objetivo de alertar a população sobre a importância de se eliminar possíveis criadouros do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, que se prolifera principalmente em áreas onde há acúmulo de água parada, como pneus, calhas, latas e vasos de plantas, entre outros.
Segundo a secretaria, a ação vai começar a partir das 9h, na cidade de São Paulo, mas haverá atividades de busca e eliminação de focos do mosquito em todo o Estado.
"Este é um momento crucial para evitar a proliferação do mosquito transmissor da dengue. O calor ainda persiste e as chuvas diminuíram. É preciso que todos estejam atentos para remover os recipientes com água parada, eliminando possíveis criadouros nas residências", disse o secretário estadual da Saúde, Giovanni Guido Cerri, por meio de nota.
Um balanço feito pela secretaria apontou que, nos primeiros dois meses deste ano, o número de casos de dengue no Estado foi 92,6% inferior ao que foi registrado no mesmo período do ano passado. Até o final de fevereiro, a secretaria havia contabilizado 3.390 casos autóctones de dengue (com transmissão dentro do Estado). No primeiro bimestre do ano passado, ocorreram 46.050 casos.
Para reforçar a importância do combate à dengue, a secretaria também tem enviado torpedos com alertas sobre a doença para celulares, principalmente para os moradores de Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e das cidades da Baixada Santista, que registraram o maior número de casos de dengue no Estado.
Folhasp

sábado, 2 de abril de 2011

PF encontra elo do mensalão com campanha de Lula

Foi à mesa do procurador-geral Gurgel um novo relatório.
A reprodução acima é o pedaço de um documento que pousou sobre a mesa do procurador-geral da República Roberto Gurgel. Tem 332 páginas. Redigiu-as a Polícia Federal, por ordem do ministro Joaquim Barbosa, do STF. O conteúdo vem à luz nas páginas da revista Época.
Antes de prosseguir, abra-se um parêntese. Recorde-se uma passagem de novembro de 2010. Ao sair de um café da manhã no Palácio da Alvorada, José Dirceu disse que, fora da Presidência, Lula se dedicaria a desmontar “a farsa do mensalão”.
Livre da azáfama presidencial há três meses, Lula ainda não se animou a levar aos refletores argumentos capazes de desconstituir o escândalo que sacudiu seu primeiro reinado. O novo relatório da PF talvez o faça rever os planos. Fecha parênteses.
Relator do processo do mensalão, Joaquim Barbosa recorreu à PF para elucidar dúvidas remanescentes do caso. Encomendou três respostas: 1) O mensalão foi financiado com dinheiro público?, 2) Houve mais beneficiários do valerioduto?, 3) Qual era o limite da influência de Marcos Valério no governo petista?

O texto da PF, que será remetido por Gurgel ao Supremo, responde positivamente às duas primeiras indagações de Joaquim. Quanto à terceira interrogação, atesta que o poderio de Valério no primeiro mandato de Lula não encontrava limites.

Desde 2005, ano em que o escândalo virou manchete numa entrevista de Roberto Jefferson à repórter Renata Lo Prete, o ex-provedor das arcas clandestinas do petismo mudou o visual. Valério forrou a calva com um esboço de implante capilar. No relatório da PF, porém, conserva a mesma imagem de vilão.
Além de corroborar a existência daquilo que Lula e Dirceu chamam de “farsa”, o trabalho ratifica a origem pública das verbas que compraram a lealdade de políticos do condomínio governista e traz os nomes de novos beneficiários. Entre eles Freud Godoy, amigo e ex-segurança de Lula.
Detectou-se a emissão de um cheque da R$ 98,5 mil da SMP&B, agência publicitária da qual Valério era sócio, em favor de Freud Godoy. Coisa de 21 de janeiro de 2003. Inquirido pela PF, o beneficiário disse que o dinheiro pagou serviços de segurança que prestara à campanha Lula-2002 (veja abaixo).
Desde o depoimento em que Duda Mendonça, ex-marqueteiro de Lula, admitiu à CPI do Senado ter recebido valerianas no exterior, é a primeira vez que se estabelece um elo indubitável entre as verbas sujas do mensalão e as arcas eleitorais de Lula.

No pedaço em que esquadrinha a origem dos recursos que untaram o escândalo, a PF anota em seu relatório que houve duas fontes. Uma “fonte primária”, com origem no Estado. Outra “fonte secundária”, que previa o ressarcimento de Valério por meio de contratos de lobby com empresários interessados em obter favores do governo.

O grosso das verbas do mensalão, diz a PF proveio do setor público. As empresas de Valério receberam do governo Lula cerca de R$ 350 milhões. Desse total, R$ 68 milhões foram providos pelo fundo Visanet. Dinheiro liberado pelo Banco do Brasil. Veio daí, repisa a PF, a maior parte do dinheiro que financiou o esquema (confira no texto abaixo).
o capítulo dedicado às “fontes secundárias” do mensalão, a PF dedicou-se a explicar a presença do banqueiro Daniel Dantas na encrenca. Um pedido expresso de Joaquim Barbosa. No alvorecer do primeiro reinado de Lula, Dantas travava uma renhida disputa societária. Pegava em lanças para manter o poder de gestão na telefônica Brasil Telecom.
Precisava do apoio dos fundos de pensão de estatais. Em depoimento à PF, Daniel Dantas disse ter sido convocado para um encontro com José 'É Tudo Uma Farsa' Dirceu, então chefão da Casa Civil de Lula. Segundo o banqueiro do Opportunity, a reunião ocorreu em 4 de maio de 2003, no Planalto.
Nessa conversa, sempre de acordo com o relato de Dantas à PF, Dirceu acenou com a hipótese de conciliação. Chegou mesmo a incumbir o então presidente do BB, Cássio Casseb, de manter entendimentos com o interlocutor.

Decorridos 11 dias da reunião com Dirceu, um sócio de Dantas, Carlos Rodemburg, encontrou-se com a dupla Valério-Delúbio Soares, no hotel Blue Tree. Deu-se na suíte em que estava hospedado o tesoureiro do PT. Inquirido, Rodemburg contou à PF que Delúbio lhe disse estar às voltas com um “déficit” de US$ 50 milhões. Pediu dinheiro.

Ficou subentendido que, se Daniel Dantas abrisse os bolsos, asseguraria o apoio do governo na pendenga societária que arrostava. Dantas disse à PF que se recusou a pagar. Porém, dois anos depois, informa o relatório, a Brasil Telecom, ainda subordinada a Dantas, firmou um par de contratos com a SMP&B e a DNA, agências de Valério. No toral, R$ 50 milhões.

Sobrevieram a entrevista de Jefferson e o escândalo. Valério havia recebido, então, apenas R$ 3,6 milhões relativos aos contratos que celebrara com Dantas. Ficou nisso. Em seu relatório, a PF não deixa dúvidas quanto à natureza dos acertos. Era “fachada” para a “distribuição de recursos" (confira abaixo).



No rol de novos personagens citados no documento da PF, foram à lista de beneficiários do mensalão mais sete deputados federais, dois ex-senadores e um ex-ministro. Desceram à relação também, agora de forma esmiuçada, Fernando Pimentel, amigo de Dilma Rousseff e atual ministro do Desenvolvimento; e Romero Jucá, líder de todos os governos no Senado.

A Pimentel atribui-se o recebimento de R$ 247 mil. Coisa de 12 de agosto de 2004, época em que o agora ministro disputava a prefeitura de Belo Horizonte. O cheque foi às mãos de Rodirgo Barroso, que assessorava Pimentel na campanha. Inquirido, recusou-se a dar explicações. A PF anota que há fortes indícios de que as arcas eleitorais de Pimentel foram irrigadas pelo valerioduto. Procurado, o ministro disse que não se pronunciaria sem conhecer o relatório.

Quanto a Jucá, a PF diz que ele recebeu, em 2003, R$ 650 mil em verbas provenientes do fundo Visanet. O dinheiro foi repassado à empresa Alfândega Participações. Pertence a Álvaro Jucá, irmão do senador. Interrogado, ele disse que a verba era remuneração por ações culturais. Algo que, segundo a PF, não conseguiu comprovar. Procurado, Jucá preferiu guardar silêncio.

O repórter recomenda vivavemente a leitura da notícia veiculada por Época, cujo link foi acomodado lá no alto e é repetido aqui. A revista dá outros nomes. Menciona negócios firmados por Valério sob FHC e, em Minas, sob Aécio Neves. Até a empresa de um ex-genro do senador Marco Maciel (DEM-PE) manteve, segundo a polícia, relações financeiras com Valério.

Os novos elementos oferecidos pelo relatório conspiram contra a lorota da “farsa” que Lula desmontaria. Vai contra a previsão de Delúbio de que tudo terminaria em "piada de salão". Resta saber o uso que o STF fará do material.
Folhasp

AVISO IMPORTANTE


Banheiro

Técnicos encontram rachadura na estrutura do reator 2 de Fukushima

A Tokyo Electric Power Company, operadora da central nuclear de Fukushima Daiichi, anunciou neste sábado a descoberta de uma fissura de cerca de 25 centímetros em uma estrutura de concreto do reator número 2 e indicou que água com altos índices de radioatividade está vazando do local para o mar.

Segundo a Tepco, a radiatividade medida na água que escapa do reator 2 é de cerca de mil milisieverts por hora, algo próximo de 330 vezes a radiação à qual uma pessoa é exposta normalmente durante um ano.

Esta rachadura pode ser o motivo para os altos índices de radioatividade constatados nos últimos dias ao longo da costa nordeste do Japão e que as autoridades vinham tentando explicar sem sucesso.

A magnitude do vazamento e a quantidade de água radioativa descarregada no mar também são desconhecidas até o momento. A Agência de Segurança Industrial e Nuclear do Japão informou que a Tepco está planejando injetar concreto na rachadura para interromper o vazamento.

"Nós analisamos amostras de água no local e no mar, mas não podemos dar maiores detalhes até que os resultados tenham sido avaliados", disse Hidehiko Nishiyama, vice-diretor da Agência de Segurança Industrial e Nuclear do Japão.

Kadafi rejaita condições dos rebeldes para cessar-fogo

O governo do ditador da Líbia, Muammar Gaddafi, rejeitou nesta sexta-feira as condições impostas pelos rebeldes para um cessar-fogo, alegando que as tropas líbias não deixarão as cidades ocupadas, como exigido pela oposição.
"Eles estão nos pedindo para sair das nossas próprias cidades... Se isso não é loucura, não sei o que é. Não vamos deixar as nossas cidades", disse o porta-voz do governo, Mussa Ibrahim.
Os rebeldes na Líbia anunciaram também nesta sexta-feira que estavam prontos para respeitar uma trégua desde que as forças pró-Gaddafi suspendessem a ofensiva contra as cidades tomadas e se retirassem das que estão cercando.
"Não deixaremos nossas cidades. Somos nós o governo, não eles", insistiu Ibrahim, afirmando, no entanto, que o regime estava sempre pronto para a paz e o diálogo.
Segundo ele, as forças leais a Muammar Gaddafi respeitam a resolução imposta pela ONU.
Há cerca de uma semana, os rebeldes avançaram de Benghazi até as portas de Sirte "por quase 600 km sob a cobertura aérea da coalizão, enquanto que se nosso exército seguir por um quilômetro, denunciam o fato como um desastre e um crime", lamentou.
TENTATIVA DE TRÉGUA
O regime do ditador líbio tentava abrir um diálogo com as potências ocidentais para encerrar a batalha no país, em um sinal de que Trípoli não vê uma saída militar à guerra contra os rebeldes oposicionistas.
"Nós estamos tentando conversar com os britânicos, franceses e americanos para encerrar o assassinato do povo. Nós estamos tentando achar uma solução mútua", disse o ex-primeiro-ministro Abdul Ati al-Obeidi, ao Channel 4, citado pelo jornal britânico "Guardian".
A declaração seria confirmação dos relatos na imprensa de que Gaddafi tenta negociar com os britânicos.
O jornal afirmou na véspera que Mohammed Ismail, assessor de Saif al-Islam, filho de Gaddafi, esteve em Londres nos últimos dias para um dos muitos contatos que teriam acontecido entre a Líbia e o Ocidente nas últimas duas semanas.
Noman Benotman, líbio e analista sênior do grupo de pesquisa britânico Quilliam, citou fontes dizendo que Ismail propusera um cenário sob o qual os filhos de Gaddafi assumiriam o governo ou teriam um papel em uma nova administração, com seu pai saindo com a honra intacta.
Ismail teria recebido a resposta de que Gaddafi precisa renunciar.
Uma fonte do governo disse que Ismail visitava membros da família e aproveitou a oportunidade para mandar mensagens muito fortes sobre o regime de Gaddafi.
A porta-voz do Ministério de Relações Exteriores britânico não quis comentar sobre a notícia. "Nós não vamos fornecer um comentário sobre nosso contanto com autoridades líbias. Em qualquer contato que nós tenhamos, deixamos claro que Gaddafi precisa sair."
DIPLOMACIA
A notícia dos esforços diplomáticos do governo Gaddafi vieram em meio à oferta dos rebeldes líbios por um cessar-fogo, com condições.
As ofertas seriam um reflexo do cada vez mais evidente impasse na batalha em terra na Líbia, em que rebeldes e as forças de Gaddafi intercalam avanços e tomada de cidades.
Mustafa Abdel Jalil, chefe do Conselho Nacional de Transição, no reduto rebelde de Benghazi, disse que o cessar-fogo é possível se as tropas de "mercenários" forem retiradas das ruas, Gaddafi recuar das cidades no oeste e permitir a liberdade de expressão do povo.
Fonte: FOLHASP

sexta-feira, 1 de abril de 2011

A bola oficial da Copa de 2014

Cique na imagem.

Dilma supera FHC e Lula em aprovação de início de governo, diz pesquisa

A presidente Dilma Rousseff registrou a melhor avaliação de início de governo desde o primeiro mandato da gestão Fernando Henrique Cardoso, segundo pesquisa CNI/Ibope divulgada nesta sexta-feira.
O levantamento indica que o governo Dilma é avaliado como ótimo/bom para 56%.
Governo Dilma tem 56% de avaliação positiva, diz CNI/Ibope
Dilma é melhor avaliada no combate à fome e pior na saúde e impostos
O índice é superior à aprovação do início do primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que em 2003 era de 51%, e de FHC, que em 1995 era de 41%.
Apenas 5% da população considera o governo Dilma "péssimo" ou "ruim". Outros 19% consideram regular e 11% ficaram indecisos.
A pesquisa indica ainda que o índice de aprovação de Dilma é de 73%, ficando atrás somente do primeiro mandato do ex-presidente Lula, que obteve 75% de aprovação em março de 2003.
Apenas 12% dos entrevistados desaprovam a petista, enquanto 14% se mostram indecisos.
A pesquisa foi realizada entre os dias 20 e 23 de março, com 2.002 pessoas em 141 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou menos.
FolhaSp

Pegadinha de jornal diz que Espanha comprou Cristiano Ronaldo

Inspirado no 1° de abril, popular "dia da mentira"( na Europa chamado "dia dos inocentes"), o diário britânico "The Independent" publicou que Portugal decidiu vender o jogador Cristiano Ronaldo para a Espanha para atunuar a crise financeira e secar a dívida nacional que aflige a terrinha de Cabral. Teve gente que acrditou!!

DIA DA MENTIRA

"As pessoas que falam muito, mentem sempre, porque acabam esgotando seu estoque de verdades." Millôr Fernandes "Qualquer tolo pode dizer uma verdade; para mentir é preciso imaginação." Jaume Perich "O Homem tem a capacidade inesgotável de mentir, especialmente para si mesmo." George Santayana "A mentira é uma verdade que se esqueceu de acontecer" Mário Quintana "Jamais diga uma mentira que não possa provar" Millôr Fernandes " Rosinha tem feito um ótimo governo. A saúde vai bem, não temos buracos nas ruas, as obras não são superfaturadas..." Anônimo