terça-feira, 28 de dezembro de 2010

STF julgará dispensa de exame da OAB

PRESIDENTE DO STJ, ARI PARGENDLER A dispensa de aprovação no exame da Ordem dos Advogados do Brasil para aquisição de título de advogado será discutida no Supremo Tribunal Federal, segundo decisão do presidente do Superior Tribunal de Justiça, Ari Pargendler, que enviou à Suprema Corte o processo em que dois bacharéis do Ceará, mesmo reprovados no exame, reclamam a inscrição na ordem. Para Pargendler, o fundamento da discussão é constitucional, uma vez que trata da liberdade de trabalho, e já foi identificado como de repercussão geral em recurso semelhante que tramita no STF.

Sede luxuosa do TSE também será "cofre-forte"

A delirante nova sede do Tribunal Superior Eleitoral, um palácio espelhado de 115,5 mil metros quadrados, que custará quase R$ 400 milhões para abrigar sete ministros duas vezes por semana (terças e quintas) à noite, terá mais uma extravagância. Mostrando que cuidar dos votos deve ser muito perigoso, o TSE terá em suas entradas 23 pórticos com dectores de metais e um sofisticado sistema de controle.

Muito caro
As medidas de segurança para o acesso à nova sede do TSE custarão R$ 6 milhões. Sem contar a compra de novos coletes à prova de bala.
Gasto desnecessário

Advogados eleitoralistas são unânimes em afirmar, mas só em off, que a atual sede do TSE é mais que suficiente para suas atividades.

Farra imparável

Só o projeto do magnífico prédio do TSE custou R$ 5,9 milhões aos cofres públicos, pagos ao arquiteto Oscar Niemeyer. E sem licitação.

governo Lula
foi uma festa de
R$ 114 milhões

O governo do presidente Lula foi pródigo em factóides que rasparam os cofres públicos. Em quatro anos, o governo gastou R$ 114 milhões em “festas e homenagens”, segundo levantamento realizado pela ONG Contas Abertas. O governo FHC, reconheça-se, foi menos gastador: no mesmo período, torrou R$ 63,6 milhões, cerca de metade do sucessor. Relações Exteriores e Defesa foram os mais festeiros: R$ 57 milhões.

Perguntar não empacota

O que Lula e família tanto acumularam no Palácio Alvorada durante oito anos, a ponto de exigir onze caminhões para a mudança?

Top-top no adeus

Lula revelou sua maior “mágoa”: a “condenação” do governo pela tragédia da TAM em Congonhas. Pôs palavras no top-top do aspone Marco Aurélio Garcia e não explicou por que sempre se recusou a visitar o local do acidente. Poderia ter nos poupado dessa.

Ferrugem cerebral

Se “não tem mais idade para estudar” porque a Presidência “é uma pós-graduação elevada à quinta potência”, o quase ex-presidente Lula mostra que nada aprendeu. Sobre modéstia, por exemplo.

O piadista

Lembrou o finado e maravilhoso programa PRK-30 a despedida de Lula dizendo no “Café com o presidente” que “foi gostoso demais” governar o Brasil e que “trabalhará até o dia 30 de dezembro”. Ele leva jeito.

Você deve R$ 12.105,26
A bondade do meu querido presidente mundial campeão Lula com todos os brasileiros, é de tamanho imensurável? Será? Pois bem, Lula deu como presente de Natal para os 190 milhões de habitantes, uma dívida a pagar de apenas R$ 12.105,26 para cada brasileiro. Conta simples, é só dividir R$ 2.300.000.000.000,00 que é a dívida pública hoje (R$ 1,6 Trilhão de títulos em poder do público, R$ 600 Bilhões em poder do Banco Central e R$ 100 Bilhões da nova DET - Dívida Externa Líquida), pela população de 190.000.000 de brasileiros, que resulta só em R$ 12.105,26 de débito per capita. Lula é de uma irresponsabilidade tamanha ao passar a dívida inicial de R$ 645 Bilhões para os atuais R$ 2,3 Trilhões e os intelectuais cultos e educados a bater palmas. Como ele sabe, foge do tema dívida como o diabo foge da cruz! Presidenta Dilma auditoria, não tem outra saída, pois a pseuda dívida não é ética e muito menos moral, pode ser até legal!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Arabutan Rocha
Maceió - AL

Lula diz que 'voltará às ruas" em 2011. De qual endereço?

Rua da amargura.
Boca do Lixo.
De São Bernardo.
Londres, Paris...
Na minha, não.
De Brasília.
Vai virar carteiro.

www.claudiohumberto.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário